segunda-feira, 23 de março de 2020

FOI NO COPACABANA PALACE QUE COMEÇOU A HISTÓRIA DO PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO DO RIO JORGE COUTINHO

Ao assistir o show de Nat King Cole no Copacabana Palace, Jorge Coutinho definiu sua trajetória como ator


Por: Cely Freitas

A história do Copacabana Palace no Rio se confunde com a história do Brasil, como a história do ator Jorge Coutinho se confunde com a história da afrodescendência nacional. O mais famoso hotel do Brasil, de fama mundial, foi construído por Otávio Guinle entre 1919 e 1923.

Jorginho Guinle foi o maior playboi brasileiro, herdeiro bilionário da família que construiu o Copacabana Palace e o administrou por longos anos. Ele namorou as mais renomadas atrizes de Hollywood, que eram presenças constantes nos grandes eventos do Copa

O hotel centenário foi erguido às margens da praia de Copacabana, a pedido do presidente Epitácio Pessoa, cujo principal objetivo, naquele período da história, era hospedar turistas para a Exposição  do Centenário da Independência do Brasil em 1922.

O ator Jorge Coutinho, pré-candidato a prefeito do Rio e o jornalista Walter Brito, pré-candidato a vereador. Os dois assinarão a ficha de filiação partidária, na mesma legenda e na próxima quarta-feira, 25/3'


O ator Jorge Coutinho, nascido em 1934 no bairro de São Cristóvão, portanto um carioca da gema; na segunda metade do anos 50, já passando dos 20 anos, teve sua carteira assinada pela família Guinle, como bombeiro eletricista. Atento aos acontecimentos do famoso hotel, eis que Jorge Coutinho resolve assistir no Golden Room do Copacabana Palace, ao show do afro-americano Nat King Cole.

Na noite do show de Nat King Cole, uma das personalidades que brilhou, anotando o nome de cada personalidade presente, foi o saudoso colunista social Ibrahim Sued, presença obrigatória nos grandes eventos da República à época

Ali naquela noite de glamour, o filho de dona Mercedes Antônia já sabia o que iria fazer dali para frente.

Milton Gonçalves e Jorge Coutinho são parceiros na vida artística, na política e amigos como se fossem irmãos:  há 62 anos! Atualmente Coutinho é presidente do SATED e Milton, o secretário-geral

Imediatamente, ele se matriculou na escola de teatro de Maria Clara Machado, cujo nome era Teatro Tablado. Formado, Jorge saiu pelo Brasil, como protagonista de uma peça de teatro que pregava a Reforma Agrária no Brasil. Ao chegarem os anos de chumbo e por sua atividade como artista ser considerada subversiva, ele foi exilado por um bom período na Argentina.
Ao voltar do Exílio, Jorge protagonizou em uma novela de Janet Clair, na TV Globo, o primeiro beijo inter-racial na TV, trocado com a bela atriz Djenane Machado. Em 62 anos de carreira como ator, e sempre ao lado do colega também ator Milton Gonçalves, Jorge participou de dezenas de filmes no cinema e diversas novelas na televisão. Foi presidente da Rádio Roquete Pinto, quando o seu superintendente era o genial ator Mário Lago.
Mangueirense de coração, Jorge fez amizade em todas as escolas de samba, inclusive na Portela, escola de sua mãe e de seu compadre Monarco.
Fundador do MDB, ao lado de Ulysses Guimarães e Milton Gonçalves, os dois atores participaram dos principais momentos da legenda, inclusive do movimento das Diretas Já, que teve Milton Gonçalves como locutor oficial. Jorge Coutinho foi presidente nacional do MDB afro, ocasião em que o jornalista Walter Brito era o vice. O jornalista é pré-candidato a vereador pelo Rio em 2020.
Presidente do Sindicato dos Artistas do Rio de Janeiro pelo quarto mandato, na última eleição ocorrida no final de 2019, Coutinho venceu a oposição pelo placar expressivo de 65% contra 35%, derrotando o não menos famoso ator Paulo Betti.
O pré-candidato deverá assinar a ficha de filiação partidária na próxima quarta-feira, 25/3. Ele não revelou qual será a legenda, mas surpreenderá muita gente acostumada nos bastidores da política carioca. A possível vitória de Jorge Coutinho na eleição de outubro no Rio representará o resgate da negritude Brasileira.

O Copacabana Palace foi construído entre 1919 e 1923
E o Copacabana Palace, que deu o primeiro emprego para o afrodescendente, apesar de ser símbolo de luxo e poder, representará, também, um passado de lutas, conquistas e vitórias do povo negro. Nat King Cole, Wilson Simonal e Cauby Peixoto, entre outras estrelas que brilharam no Copacabana Palace, certamente estarão na eternidade torcendo pela vitória de Coutinho para prefeito e do jornalista Walter Brito para vereador.

O simples mergulho da eterna princesa Lady Day e em plena madrugada na piscina do Copa, passou para a história como o mergulho mais divulgado no mundo



Wilson Simonal foi o maior Show Man brasileiro e brilhou por diversas vezes, no palco do Copacabana Palace



Nenhum comentário:

Postar um comentário