quarta-feira, 4 de abril de 2018

CEARENSE DE SUCESSO QUER VAGA COMO FEDERAL

O empresário vencedor, Juraci tesoura de ouro

POR:
WALTER BRITO

Apesar dos desgastes da política, tempo em que o povo não aguenta mais ouvir pesquisadores nas ruas falando em pesquisa eleitoral, cuja resposta curta e grossa é: Detesto político! Ainda existem aqueles que acreditam num país melhor por meio da prática política. É o caso do cearense Juraci Pessoa de Carvalho, 58 anos, nascido em Icó, no sertão cearense. Icó significa o seguinte: o i é água, enquanto que significa roça, tornando-se água ou rio da roça na língua tapuia. Foi lá no município de 67.456 mil habitantes, originário das tribos indígenas icó, icozinho, janduí e quixelô, que nasceu e viveu sua juventude plena o nosso entrevistado.
Quis o destino que o cearense descendente de indígenas aportasse no Distrito Federal em 1981, com a cara e a coragem. A priori, o então jovem cearense trabalhava em uma empresa de sua família na periferia do Distrito Federal e, no decorrer dos meses, deram lhe as contas, pois ele era gago e, segundo os patrões familiares, o jovem não daria para o comércio. Ledo engano! Eis que o cearense, depois de ter trabalhado durante cinco anos na Fundação Hospitalar do DF, por meio de suas atividades no Hospital de Ceilândia e em outras unidades, descobriu o seu verdadeiro talento: o comércio!
Com parcos recursos e uma imensa vontade de vencer na vida, Juraci e uma tia se uniram e alugaram metade de uma banca de roupas, na cidade-satélite do Guará, o que permitiu sobrar algum dinheiro para aquisição das mercadorias de que precisavam: calças, camisetas, bermudas, cuecas e outras peças procuradas pela população candanga nas feiras. O resultado disso são 40 lojas funcionando a todo vapor, inclusive algumas delas com cerca de 1.000 metros quadrados. Por coincidência 1 mil é também o número de funcionários da famosa Tesoura de Ouro, nome que o próprio Juraci Pessoa adotou para complementar o seu nome de empresário vencedor. Seus parceiros na empresa são ex-empregados com quem o cearense atento optou por divisão de responsabilidades e lucros. O sistema deu resultados surpreendentes.  
Juraci mostrou que ser gago não era problema para vencer na vida. Hoje, bem treinado no comércio e falando razoavelmente bem, quase sem gaguejar, Juraci Tesoura de Ouro quer falar alto e em bom som nos microfones do Plenário da Câmara Federal, quando pretende defender com unhas e dentes uma reforma tributária de excelência para Brasília. Vale lembrar que na eleição de 2014, o cearense obteve 13.600 votos.
Quanto à disputa pelo poder no Palácio do Buriti, Juraci, que é filiado ao PTB, tem uma simpatia muito grande pelos também nordestinos: Alírio Neto (PTB) e Jofran Frejat (PR). Apesar da preferência, o esperto nordestino não fala mal do governador Rollemberg (PSB): “No governo Rollemberg não existem escândalos, mas o socialista não é um bom gestor. O Jofran Frejat me deu o primeiro emprego no Hospital de Ceilândia. Lá percebi que a Saúde era uma maravilha sob o comando do gestor competente, o médico Jofran Frejat. As ambulâncias estavam sempre limpas e funcionando como deviam. Não faltavam medicamentos e o atendimento ao público era de qualidade. Pela manhã, por exemplo, se tivessem 300 pacientes, ao chegar 10 horas da manhã, todos estavam atendidos. Trata-se de gestão competente. Frejat foi um grande secretário de Saúde e poderá ser um bom governador. O Alírio Neto também é gestor experimentado. Como presidente da Câmara Legislativa do DF, ele concluiu a construção do prédio e fez um excelente trabalho à frente daquela Casa de leis. Portanto, ele também está no páreo rumo ao Palácio do Buriti. No plano nacional, considero Álvaro Dias (Podemos), Geraldo Alkimin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT) os melhores candidatos. Sou cearense de nascimento e coração, e quando registrar minha candidatura, visitarei toda colônia cearense no Distrito Federal. Tenho a convicção de que não faltará apoio dos meus queridos conterrâneos ao meu projeto”, concluiu Juraci Tesoura de Ouro, pré-candidato a deputado federal.



Nenhum comentário:

Postar um comentário